livros

palavras pequenas

Palavras Pequenas. Bazar do Tempo, 2016. Ilustrações de Anabella López.

Leo era pequeno, e adorava ver os detalhes do mundo: sua casa, seu bairro, os adultos. Mais do que observar, gostava de aprender o nome de tudo e inventar palavras. E assim achava estranho o fato de palavras pequenas designarem coisas grandes, e vice-versa. E poeticamente reinventa as palavras de acordo com o que considera correto. Ao abordar essa poética natural das crianças, especialmente durante a fase de alfabetização, “Palavras pequenas”  trata dessa fascinação pelas descobertas e do sentido das coisas do mundo.

 

capa proximo fila

 

O próximo da fila. Record, 2015.

O próximo da fila é um original e instigante romance de formação, passado no início dos anos 1990, que retrata com leveza e poesia os sonhos, as frustrações e os medos de uma das épocas mais conturbadas que vivemos: a entrada na vida adulta. Após a morte do pai, o protagonista de O próximo da fila – de quem não sabemos o nome – se vê subitamente responsável por ajudar a mãe a cuidar da casa e do irmão mais novo. Jovem e inseguro, consegue emprego em uma rede de fast-food, trabalho que tenta conciliar com os estudos, e encontra seu primeiro amor – mais um passo na passo da dura e necessária transição para a maturidade.

 

o tesouro na sombra

O tesouro na sombra da árvore. Garamond, 2013.

Rafaela, Mateus e Jorginho são primos que vivem em cidades diferentes. Ao se encontrarem pela primeira vez no sítio da família, ficam maravilhados com o local, onde há muitas árvores e até um riacho que corta o terreno. No entanto, descobrem que seus pais querem colocar o local à venda para a construção de um condomínio. Quando tudo parece perdido, os primos encontram um recado deixado pelo seu bisavô, e são levados para uma grande aventura a fim de salvar o sítio e toda a riqueza que existe ali.

beatles_capadivulg

O livro branco: 20 contos inspirados em músicas dos Beatles. Record, 2012.

Em O livro branco — referência a um dos mais famosos discos da banda, o Álbum Branco, lançado em 1968 — a riqueza do legado beatle, de mil imagens e mui citáveis frases, acende a imaginação de uma heterogênea turma e renasce em forma de relatos emotivos, engenhosos, assombrosos, delirantes, singelos, brutais, sacanas e sagrados. Pelo olhar de vinte escritores, clássicos do repertório dos Beatles como Penny Lane, Eleanor Rigby, Hey Jude, Let it be e Ticket to ride ganham os mais diversos contornos literários.

CAPA_ALHO_henrique

Alho por alho, dente por dente. (coautoria com André Moura) Memória Visual, 2012. Ilustrações de Júlia Lima.

Todas as pessoas já ouviram algum ditado popular ao longo da vida. A sabedoria do povo é mesmo certeira, construída com humor e poesia. A partir dessa ideia, André Moura e Henrique Rodrigues escreveram Alho por alho, dente por dente. Editado pela Memória Visual, o livro nasceu numa troca de emails em que os escritores se propuseram a reescrever, em versos lúdicos, diversos provérbios sobre os mais vários assuntos. Em curtas quadrinhas, delicada e deliciosamente ilustradas por Júlia Lima, num projeto gráfico que encantará os leitores, o livro é diversão garantida.

Sofia e o dente de leite

Sofia e o dente de leite. Memória Visual, 2011. Ilustrações e design de Bruna Assis Brasil.

O que você sentiu quando o primeiro dente de leite começou a amolecer? Ele caiu de uma vez ou ficou balançando? Deu medo? Pediu ajuda a alguém, mesmo que fosse a Fada do Dente? Pois é. Todo mundo passa por essas situações. Sofia e o dente de leite conta, de forma poética, a aventura de uma menina diante do desafio de arrancar o seu primeiro dentinho.

“Henrique, que tem passeado com a mesma desenvoltura pela prosa e pela poesia, brinca de ‘cantar’ histórias que parecem acarinhar o ouvido quando lidas em voz alta”. (Ronize Aline, O GLOBO)

 

Como se não houvesse amanhã: 20 contos inspirados em músicas da Legião Urbana. Record: 2010.

A antologia traz vinte histórias inspiradas em músicas da Legião Urbana, cada uma escrita por um autor diferente.  A exemplo das músicas da lendária banda formada em Brasília, os contos tratam de temas universais como amor, perda, revolta, indignação, morte. E, assim como as canções da Legião Urbana, os vinte contos deste livro são delicados, profundos, inquietantes e belos. E todos foram feitos para serem lidos em volume máximo – sim, em volume máximo, tendo a Legião Urbana como som de fundo.

(Livro mais votado em 2010 no projeto Biblioteca do Professor, da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro)

 

O segredo da gravata mágica. Memória Visual, 2009. Ilustrações e design de Júlia Lima.

Em O segredo da gravata mágica, é contada a história de uma gravata borboleta que costuma diminuir de tamanho e ficar apertada caso quem a estiver usando não seja de boa índole. E assim, ela vai passando de pescoço em pescoço por diferentes lugares e épocas, até encontrar quem seja digno de usá-la. O livro foi todo escrito em prosa rimada.

(Livro adquirido para as salas de leitura da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro; obra selecionada para atualização de bibliotecas pelo Ministério da Cultura e selecionada para o acervo do projeto Agentes de Leitura, do Ministério da Cultura)

 

O segredo da bolsa mágica. Memória Visual, 2009. Ilustrações e design de Júlia Lima.

Em O segredo da bolsa mágica, uma pequena bolsa lilás sempre faz sumir o seu conteúdo caso a menina que a estiver usando seja malcriada. Assim, a bolsa é rejeitada por todos e também passa por várias donas de diferentes lugares, em busca de uma menina de quem não precise fazer sumir os objetos guardados. O livro também foi todo escrito em prosa rimada.

(Livro adquirido para as salas de leitura da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro.)

 

 

Machado de Assis: o Rio de Janeiro de seus personagens. Pinakotheke, 2008.

O livro apresenta um roteiro carioca com passagens dos personagens machadianos por ruas, praças, praias e outros cenários da cidade onde o Bruxo do Cosme Velho passou a vida inteira. Essas passagens são ilustradas com pinturas dos mais respeitados artistas do período, como Agostinho José da Mota, Gustavo Dall’Ara, Emil Bauch, Nicolau Antonio Facchinetti, Boaventura Caron, Giovanni Battista Castagneto, Johan George Grimm e João Baptista da Costa.

(Livro adquirido para as salas de leitura da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro.)

 

 

Versos para um Rio Antigo. Pinakotheke, 2007.

A partir de pinturas e gravuras que retratam a cidade no decorrer do século XIX,  o autor escreveu pequenos  poemas. Os textos foram criados a partir de obras de grandes artistas que se inspiraram na paisagem carioca, como Jean Baptiste Debret, Gustavo Dall’Ara, Bernhard Wiegandt, Emil Bauch, Nicolau Antonio Facchinetti, Giovanni Battista Castagneto, Johan George Grimm e João Baptista da Costa.

(Livro adquirido para as salas de leitura da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro.)

 

 

A musa diluída. Record, 2006.

“Não posso no espaço de uma sucinta apresentação indicar a grande variedade de remissões a poetas e poemas do passado nos textos de Henrique Rodrigues, assim como a sofisticação, inclusive filosófica, com que os temas vão se bifurcando e retornando, estabelecendo diálogos e encaixes entre poemas situados em pontos diferentes do livro. Henrique Rodrigues é um poeta realizado, e este é um livro de muito boa qualidade, contendo poemas excelentes, dentro de uma vertente poética forte hoje em dia no Brasil, aquela que deliberadamente se afasta da expressão chula ou dessimbolizada, em busca novamente de uma linguagem mais elaborada, como forma de potencialização das riquezas de nossa língua culta.” Italo Moriconi

3 Responses to livros

  1. vera azevedo

    Autor querido!
    Venha até a Editora fazer uma visitinha = saudades e seu novo espaço tá lindo, como vc !
    Bj abraçado

  2. Aparecida Silva

    Bom dia !
    Estou precisando de fazer um trabalho de apresentaçaodo livro sofia e o dente de leite ,mais nao cosigo visualizar as paginas .
    Gostaria que vices me agudasse estou fasendo o primeiro periodo de magisterio não tyenho muita facilidades de manusear o computador.
    agradeço muito se puderem me agudar.

    • Henrique

      Prezada, nesse caso você precisa adquirir o livro ou pegar numa biblioteca. Ler ele online é pirataria. Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *