a língua de mãos dadas

Uma autoridade da área da leitura publicou crônica com o trecho “e saber manejar, minimamente, a língua”. Isso contém um erro esquisito, pois manejar é mover com a mão. Geralmente, esses textos são escritos por assessores, e por isso mesmo muita coisa passa. Mas vamos lá. Manejar a língua.

Meio erótico, não? Como é isso? Seria libras? Só penso nessa cena quando alguém tem convulsão e outro precisa vir e desenrolar (destravar?) a língua do epilético. Sugiro promovermos um espaço para que leitores epiléticos possam (se) debater à vontade. Seria um sucesso porque vai ser tudo de graça: por aí eles pagam uma baba. Minimamente.

Ao fim, todos batendo palma: isso é tremendo!

Comente

Assunto Gerais, Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *